Nome cientifico: Phyllanthus amarus
Nomes populares: Quebra-pedra, Arranca-pedras, Arrebenta-pedras, Conami, Erva-pomba, Erva-pombinha, Fura-parede, , Quebra-panela, Saúde-da-mulher, Saxifraga.
Família: Euphorbiaceae

Habitat
Ocorre em quase toda a região tropical, inclusive até o sul da América do Norte.
Cresce especialmente durante o período da estação chuvosa em todo tipo de solo, sendo comum sua ocorrência nas fendas de calçadas, terrenos baldios, quintais e jardins, em todos os estados brasileiros.

Característica da planta (aspecto agronômico)
Erva ruderal, erecta, anual, ramificada horizontalmente, glabra, medindo 40 a 80 cm de altura. Folhas simples, membranáceas, medindo até um cm de comprimento e dispostas nos ramos parecendo uma folha composta. Flores diminutas, inseridas nas axilas das folhas, mas viradas pra baixo. Frutos do tipo cápsula com aproximadamente 1 mm de diâmetro, muito procurado pelos pássaros.

Historia (origem)
Nativa da América

Composição química
Semente: ácido linoléico, ácido linolênico, ácido ricinoléico.
Folhas: compostos fenólicos (3,5%), vitamina C (0,4%), lignanas, triterpenóides.
Parte aérea: flavonóides, quercetrina, quercetina, rutina, astragalina, nirurina, fisetina - 4-0, glicosídeos, triacontanal, hipofilantina.
Raízes: derivados flavônicos, triterpenóides e esteroide estradiol.

Propriedades terapêuticas
Auxiliar na eliminação de cálculos renais, nefrites, cistites e hepatite do tipo B.
Tem ação antiepasmódica e relaxamento muscular, que parece ser especifica paras os ureteres. É levemente diurética e aumenta a eliminação de ácido úrico pela urina.
Estudos de suas propriedades farmacológicas apresentam resultados que justificam a crença popular e esclarecem que sus administração promove um relaxamento dos ureteres que, aliado a uma ação analgésica, facilita a descida dos cálculos, geralmente sem dor nem sangramento, aumenta a filtração glomerular e a excreção de ácido úrico.

Modo de usar
Chá das folhas infuso, três xícaras de chá ao dia durante 10 dias.
Tintura tomar 15 gotas diluídas em um pouco de água três vezes ao dia durante 10 dias.

Meridiano onde o quebra-pedra atua
Rins e Bexiga.

Partes governadas
Rins, bexiga, articulações, cabelos, dentes, ouvido, garganta e ossos.
Quando em desequilíbrio pode ocasionar, pedras nos rins, retenção de fluídos, nefrites, labirintite, vertigens, artrite e artrose.

No emocional
Em desequilíbrio pode deixar o individuo inseguro, com medo, com defesas muito rígidas, difíceis de se romper.
Sentimentos de abandono, perda e frustrações.
Também deixa o individuo com auto-estima baixa.
Quando em equilíbrio traz vitalidade, força de vontade, disposição e animo para enfrentar os problemas do dia a dia.

Parte da planta empregada
Porção aérea com flor, raiz, sementes.

Cultivo
O plantio a propagação é feito por meio de sementes.
O solo deve ser rico em nutrientes.
Terra de boa qualidade, húmus, esterco e areia grosa em partes iguais.

Atencão: Nunca use nenhuma erva sem consultar seu médico ou fitoterapeuta.