Nome cientifico: Trapoeolum majus
Nome popular: Capuchinha,Chagas, mastruço.
Família: Trapaeoláceas

 

Habitat
É muito encontrada nas encostas das montanhas.
Pode ser cultivada em vasos, jardins e canteiros, desde que receba o sol diretamente durante 4 horas por dia.

 

Características da planta (aspecto agronômico)
Herbácea rasteira, de caule mole, suculento e retorcido.
As folhas são arredondadas, de cor verde-claro, apresentando 5 veias e um longo pecíolo que sai do meio da folha. As flores são isoladas ao longo do pedúnculo e o seu cálice é uma única peça dividida em 5 partes, com um esporão.
As tonalidades vão do branco ao vermelho-escuro, passando do laranja, salmão e amarelo.
O fruto é formado por 3 aquênios pequenos, de coloração esverdeada.
Toda a planta exala um perfume muito agradável.
É comestível, com sabor fresco e picante, semelhante ao do agrião, podendo suas folhas e flores serem consumidas em forma de saldas.

 

Historia (origem)
Peru e México.
Foi levada à Europa pelos descobridores.

 

Composição química
Óleo essencial; mirosina (fermeno); açucares (glicose e frutose); peguimentos; resinas; pectinas;
Vitaminas c; sais minerais; substancias antibióticas.

 

Propriedades terapêuticas
Afecções pulmonares; expectorante; diurético; desinfetante das vias urinárias.
Alimento nutritivo, consumir a salada antes das principais refeições (principalmente no inverno) ativa os rins.
Fitocosmética
Fortalece o couro cabeludo, tornando-os fortes e brilhantes.
É também indicado no crescimento dos cabelos e para prevenir as quedas.
Os indígenas das montanhas peruanas há séculos já conheciam e utilizavam as propriedades medicinais dessa planta.
A presença do composto sulfurado explica o sabor picante da planta.
O uso das folhas e flores cruas abre o apetite e favorece a digestão, alem de ter propriedades antiescorbúticas.

 

Modo de usar
Uso interno
Chá das folhas e flores, 3 xícaras de chá ao dia, durante 10 dias (adulto)
A tintura das flores é aconselhável para acnes e problemas de pele.
Tomar 15 gostas 3 vezes ao dia, durante 10 dias.
Banhos de flores, para pele ressecada e couro cabeludo.
O banho deixa os cabelos fortes e brilhantes.
Usar a capuchinha na culinária, um punhado de folhas e flores frescas, juntar com folhas de alface ou de rúcula.
Usar bastante no outono e inverno, quando a erva fica mais exuberante nos canteiro.

 

Ervas de corte
Colher as flores e guardar em recipiente de vidro fechado na geladeira.
È uma boa forma de conservar as flores por um bom tempo.
Fazer o mesmo com as folhas redondas.
As sementes são comparadas às alcaparras, sendo usadas da mesma forma.

 

Meridiano onde a capuchinha atua.
Rim e Bexiga
Erva salgada e picante
Partes governadas: rim, bexiga, cabelo, ossos, dentes, fala, (cérebro) medula, ouvido e articulações.
Quando em desequilíbrio pode ocasionar queda e branqueamento dos cabelos, dor de dente, problemas com a fala, labirintite, pedra no rim, problemas na bexiga, artrite, artrose, problemas no sistema nervoso e hérnia de disco.
No inverno estes problemas tendem a se agravar (frio).

 

No emocional
Em desequilíbrio pode ocasionar medo, insegurança, perda, abandono e frustração.
Para estes tipos de problemas tanto no físico como no emocional devemos usar a capuchinha nas dosagens prescritas acima. Não ultrapassar a dose diária (três vezes ao dia) nem a periodicidade de 10 dias, pois podem ocasionar efeito contrário. Pode-se usar o chá ou a tintura.
Quando em equilíbrio traz vitalidade, força de vontade, disposição e tornam as pessoas amáveis.

 

Parte da planta empregada
Flor, botão floral e flor.

 

Cultivo
O plantio (a propagação) é feito por meio de sementes ou estacas (método de estaquia).
O solo deve ser bem nutrido, terra, areia, húmus e esterco em partes iguais.
No canteiro de 1m² pode-se colocar quatro mudas. A colheita dos botões florais pode ser feita todo o ano. O período de melhor floração é entre maio e outubro.
As folhas também são comestíveis – usa-las nas saladas verdes junto com as flores.

Atencão: Nunca use nenhuma erva sem consultar seu médico ou fitoterapeuta.